Fábio Lobo

Cancioneiro e intérprete que traz em suas canções elementos da musica regional e urbana. A partir dos ritmos tradicionais amazônicos, como o carimbó, o siriá, e a marujada, transita pelo universo da música afro-indígena e caribenha, e sofre forte influência de diversos matizes da MPB. O artista compõem um repertório que alia o tradicional, o popular e o contemporâneo. O cancioneiro popular do norte do país está representado no seu repertório, que conta com diversas músicas tradicionais de domínio público, além dos consagrados carimbós dos Mestres Verequete e Pinduca, das melodias do compositor paraense Nilson Chaves. O artista apresenta ainda um repertório próprio, com músicas inéditas, que revelam estas e outras influências musicais, afirmando uma personalidade nova no panorama musical carioca e brasileiro. Em 99 gravou seu primeiro CD solo, com 6 canções e participações especiais de Marcos Suzano, Nilson Chaves e Ney Conceição. Realizou concertos em eventos e casas de shows como: (Circo Voador) abrindo o show do cantor Tom Zé, Projeto Mola, 5ª Bienal da UNE (realizado nos arcos da Lapa), Casa Brasil Mestiço, Democráticos, Casa Humbú, Tá na Rua, IV semana de cultura de Santa Teresa, Mistura Fina, Centro Cultural da Justiça Federal, Teatro Gláucio Gil, Parque das Ruínas...


Participou de concertos das cantoras Simone Guimarães e Thaís Villela, do percussionista e compositor Reppolho, do gaitista Gabriel Grossi, do grupo Farofa Carioca, do cantor Fred Martins, dos sambistas Wilson Moreira, Roberto Silva e Nilze Carvalho, do bandolinista Henry Lentino entre outros. Participou de 8 festivais pelo Brasil: 4º lugar no 18º Roda Viva de Ipatinga-MG, 3º lugar Rio Jovem Artista da Rio Arte, (curador: Guinga), em 6º no FEMUBRA, Bragança-PA. Compôs trilha sonora para cinema, com destaque para o filme "Em Mãos" de Maria Clara Guin, vencedor de melhor curta no oitavo festival luso-brasileiro de Santa Maria da Feira-Portugal. Segundo semestre de 2009 fez temporada no Ceará se apresentando em programas de grande popularidade como o Clube do Brega, Paulo Oliveira (Tv Diário), além de apresentações em casas de show como Kukukaya, Amícis, Mercado dos Pinhões, CCBJ, SESC Centro entre outros.

O disco Carimbó Paidégua é uma homenagem as origens e a memória afetiva. Feito com auxilio de grandes músicos e amigos, pessoas generosas que confiam e acreditam no trabalho: REPPOLHO com sua energia musical explosiva e sutil, incentivou e dirigiu o trabalho, e se fez presente em todo o processo do cd, grande parceria que me orgulho muito. FELIPE STORINO que sempre contribuiu com suas lindas melodias inventivas, além da sua guitarra de sotaque particular e irreverente. HENRY LENTINO com seu bandolim de ouro e sua guitarra de prata. GABRIEL GROSSI com sua gaita mágica, e alma também. THAÍS VILLELA com sua voz de energia e delicadeza. DUDÚ OLIVEIRA e sua flauta encantada. BIDA NASCIMENTO que sempre trouxe calma e alegria com seus graves baixos. Ao TUNINHO VILLAS E SOBRAL que foram fundamentais O DISCO: 1) CARIMBÓ PAIDÉGUA (FELIPE STORINO) 2) CARIMBÓ DO MARAJÓ (FABIO LOBO) 3) SALADA DE FRUTAS (DOMÊNICO IMPEPERATO E MARCO BARONE) 4) OUTRA MENINA (FABIO LOBO) 5) POEMA E JOSÉ (FELIPE STORINO) 6) REPICA O PISCO (FELIPE STORINO) 7) SÓ QUERO UM AMOR (FABIO LOBO) SIRIÁ (CUPIJÓ).


Influências: Nilson Chaves, Milton Nascimento, Chico Buarque, Tom Zé, Gilberto Gil, João Bosco, Tom Jobim, Lenine, fora os discos como: Saltibancos, Clube da Esquina, Luz, entre outras maravilhas que a musica me proporcionou. As novas influências são: Gabriel Grossi, Simone Guimarães, Reppolho Henry Lentino, Felipe Storino entre outros artistas que amam o que fazem com excelentissima qualidade.

Fonte: http://www.myspace.com/fabiolobomusic#ixzz0trCcSUBL




Baixe aqui o álbum "Carimbó Paidégua"