Um Canto pela Paz - Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra

"A cultura que queremos não se impõe, dança. Não golpeia, fala. Não põe obstáculos, os retira". Pegamos emprestado esta definição dos nossos irmãos Zapatistas sobre a cultura, porque compartilhamos dela. A cultura que também queremos, não é aquela que apenas chora, é aquela que canta. Um Canto Pela Paz, diversifica a forma de cantar, parece lamento, acalanto, denúncia, anunciação, protesto, sinfonia, fala... todas de sotaques nossos, que dizem na língua de variados estilos, da paz que queremos. A paz que queremos irmãos/ãs de todas as paragens, não é a paz dos cemitérios que calam no silêncio de nossa história (Cabanagem, Guerrilha do Araguaia, Eldorado dos Carajás...).

Não é a paz da omissão bem comportada, muito menos a paz dos conformistas. Nessas bandas de cá, criados entre rios e florestas, nas tocaias, entre cabanos, posseiros, guerrilheiros, sem terras - despertamos antes que descobertos pelos olhos dos dominantes - a planejar o grande assalto na próxima lua cheia. Atentem a cada nota, a cada música que bala esta obra: Um Canto Pela Paz é Rebelde, Bonito, Cheio de Vida, como nosso Povo! Agradecemos a essa coluna de artistas que cederam gentilmente suas composições e vozes para esse projeto cultural. Esta contibuição foi inestimável e tornou possível a concretização dessa cantoria de luta em defesa da vida, de sons que ecoam do coração da Amazônia.

* POr: Direção Estadual MST-PA




Baixe aqui o álbum "Um canto pela paz - Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra"
http://www.badongo.com/file/5539653