Razga Mortalha

Em 99, com a intenção de fazer música heavy, mesmo como poucos recursos técnicos (God Save The Punk Rock), O Razga Mortalha começa a buscar espaço entre as bandas paraenses, participando de vários eventos de cena underground como shows na praça da república (a meca do rock paraense), as várias versões do Festival Belém Underground, além de outros festivais e shows nas casa que oferecem espaço para o rock em belém.

Participa ativamente do estabelecimento de outras cenas (Ananindeua, Marituba, Castanhal, Etc...), principalmente Benevides, cidade natal da banda, onde articula eventos e formação de novas bandas. Os integrantes do Razga Mortalhas com suas várias influências fazem música com nenhum apelo a rótulos ou ao mercado, principalmente fundamentada nas diversas linha do rock pesado ( Heavy Metal tradicional, Trash, Doom, Hard Core, Funk Rock... e no som que vai de Raicionais à Black Sabbath.

De Mozart à Bauhaus, com uma preocupação muito grande com a unidade do trabalho, para não ser apenas mais uma "mistureba" como tantas outras. Letras que falam da realidade cotidiana, compromissada apenas com a própria poesia, uma poesia ácida que fala principalmente dos conflitos internos de cada indivíduo.



Baixe aqui o CD-Demo "Razga Mortalha"